quinta-feira, 16 de julho de 2009

Corrente do Dia - Novo Golpe

Dessa vez parece ser de verdade...

"Vou relatar algo que aconteceu com meu pai.
Ele saiu de carro, um pouco antes do almoço, sozinho, na primeira semana de julho (de 2009), em Campinas, SP.
Quando passava pela rua do Colégio Pio XII, antes do sinal, apareceu um carro ao lado e o motorista avisou que estava saindo fumaça do carro de meu pai, e fez sinal para que ele parasse.
Como é férias, estava vazio em frente à escola. O cara encostou o carro e falou que poderia ajudar meu pai, que já tinha dito que ia chamar o serviço de socorro do seguro. Mas o homem pediu para ele abrir o capô do carro e quando abriu, saiu uma fumaça de dentro. Falou que entendia um pouco de carro pois era mecânico da Bosh. Pediu para meu pai acelerar o carro e o carro não respondia. Disse que era problema numa peça, mas que conhecia uma loja ali perto que poderia ter essa peça. Ligou do celular, conversou com alguém e se ofereceu para ir buscar a peça (a pé). Meu pai aceitou a ajuda, ele foi e logo voltou com um pacote, instalou a peça, pediu para meu pai tentar acelerar e o carro funcionou. Meu pai perguntou quanto era e ele ligou novamente para alguém, passou o telefone para meu pai e o outro disse que era R$ 1.800,00. Meu pai disse que era um absurdo, que era para ele tirar a peça novamente e colocar a antiga, que ele não queria ficar com ela, e iria ligar na concessionária. O homem disse que se ele tirasse, o carro não funcionaria e que seria melhor eles irem até a loja (que ficava na Av. Aquidaban) e que lá os caras da loja tirariam a peça. Falou para meu pai ir na frente e aguardar na esquina, que ele iria logo atrás. Meu pai foi e nada do cara chegar, daí ele percebeu que tinha sido enganado.
Ligou para meu irmão, que foi até lá e seguiu com ele até a concessionária para ver se o carro estava em ordem. Lá, o atendente disse que esse é um golpe que estão dando, jogam um spray para fazer a fumaça, desencaixam uma peça que dá a partida, fingem que fazem a troca da peça ( ele entrou no carro e fez que mexeu embaixo do painel do carro, durante algum tempo), depois religam a peça para que o carro dê a partida.
Como tem outra pessoa - ou outras, ( pelo menos o que falou com meu pai no celular), configura uma quadrilha.
Não gosto nem de pensar no risco que ele passou, mas Deus, com certeza, o protegeu.
Estou divulgando isso (perguntei a ele se poderia fazer isso), para que outras pessoas não corram esse risco que ele correu.
Se aproveitam de pessoas que têm boa fé.
Repassem esse acontecido, para que possamos avisar nossos parentes e amigos desse novo golpe."
Postar um comentário