sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Spam

Spam é uma coisa que incomoda muita gente, mas felizmente desde o lançamento do Gmail eu não tenho do que reclamar, raramente um spam passa pelo seu eficiente filtro. Não sei em que pé estão os demais filtros de spam que existem por aí, mas imagino que a essa altura do campeonato a maioria funcione decentemente.

Acontece que aqui na Austrália sou obrigado a conviver com um novo tipo de spam. Não é nada revolucionário, muito pelo contrário, é arcaico: spam na caixa de correio, e não estou falando do eletrônico.

Toda vez que vou buscar correspondência lá estão eles, sempre em maior número do que as correspondências de verdade. Tem de tudo que se possa imaginar: pizzaria, restaurante tailandês, serviço de storage, limpeza, encanador, propagandas do bairro, imóveis pra vender, oportunidade de ganhar dinheiro em casa, serviço de contador pra fazer sua declaração de imposto de renda...já recebi mais propagando aqui em menos de 8 meses do que nos 2 anos e meio que morei em meu próprio apartamento em São Paulo.

Vejo que algumas pessoas colam um papel escrito "No junk mail" em suas caixas de correio. Como bom brasileiro, me pergunto se adianta. Quem sabe, é uma boa maneira de testar a civilidade dos spammers.
Postar um comentário