sexta-feira, 26 de julho de 2013

Game of Thrones: The Board Game


Do caralho! Desculpem o palavrão, mas não vejo outra forma de expressar o quão bom é esse jogo.

A maioria de vocês já deve conhecer a série Game of Thrones, seja pela TV ou pelos livros (Game of Thrones é só o primeiro livro, a série se chama A Song of Ice and Fire). Esse jogo de tabuleiro é baseado nos livros e as famílias e cartas presentes representam o status do começo da história. Expansões do jogo existem atualizando as peças disponíveis para refletir os acontecimentos dos livros seguintes.

Como deu pra perceber na imagem acima, o tabuleiro é bem grande e representa o continente de Westeros. O jogo pode ser jogado por 3 a 6 pessoas, cada uma controlando uma das famílias de destaque. Na versão que joguei as famílias eram Stark, Greyjoy, Lannister, Tyrell, Martell e Baratheon.

A mecânica do jogo reflete bem toda a politicagem e traições que acontecem na série. Os jogadores colocam simultaneamente ordens no tabuleiro. Nenhum outro jogador saberá que ordens são essas já que as peças são colocadas com a face que interessa virada pra baixo. Nessa hora é que ocorrem negociações sobre os próximos movimentos, tentativas de alianças, promessas de não agressão. Mas claro que ninguém é obrigado a cumprir nada do que prometeu...

Quando as ordens são viradas aí é que o bicho pega! Você pode descobrir que aquele seu vizinho que estava te ajudando até agora resolveu te atacar. Ou então durante um combate aquele seu aliado resolve dar suporte militar pro seus inimigos. Ganha o jogo dos tronos quem tiver melhor lábia e estratégia pra dominar mais castelos e fortalezas ao fim de 10 turnos.

Existem muitos detalhes do jogo que não mencionei aqui, tais como criação dos exércitos, suprimentos, tokens de poder, ataque de wildlings, etc. Só posso dizer que apesar de estafante (nossa partida demorou umas 8 horas com 6 pessoas) não vejo a hora de jogar de novo. Ah, joguei como Greyjoy e fiquei em segundo lugar, os Tyrell venceram.
Postar um comentário